A atriz Kelly Preston morreu na manhã deste domingo aos 57 anos, depois de uma batalha de dois anos mantida em privado contra um cancro da mama, confirmou o marido John Travolta na sua conta de Instagram.

"É com um coração muito pesado que vos informo que a minha linda mulher Kelly perdeu a sua batalha de dois anos contra o cancro de mama. Ela lutou uma batalha corajosa com o amor e o apoio de muitos", partilhou o ator.

"A minha família e eu vamos ficar para sempre gratos aos médicos e enfermeiras no MD Anderson Cancer Center, a todos os centros médicos que ajudaram assim como a muitos dos amigos e entes queridos que estiveram ao lado dela. O amor e a vida da Kelly serão para sempre lembrados", agradeceu John Travolta.

"Vou tirar algum tempo para apoiar os meus filhos, que perderam a sua mãe, por isso, perdoem-me se não ouvirem notícias nossas por algum tempo. Mas por favor saibam que sentirei o vosso amor nas semanas e nos meses que aí vêm enquanto saramos as feridas", completou o ator.

Num comunicado enviado à revista People, um representante da família explica que a atriz escolheu manter a sua luta privada mas "estava a fazer tratamentos médicos há algum tempo, apoiada pela sua família e pelos seus amigos próximos".

"Ela era uma alma luminosa, bonita e terna que se preocupava profundamente com os outros e que dava vida a tudo aquilo em que tocava. A sua família pede que compreendam a sua necessidade de privacidade nesta altura", acrescenta o comunicado.

Também a filha do casal, Ella, partilhou um comunicado nas suas redes sociais: “Nunca conheci alguém tão corajoso, forte, bonito e terno como tu. Alguém que tenha tido a sorte de te conhecer ou de ter estado na tua presença concordará que tens um brilho e uma luz que nunca param de brilhar e que faz com que toda a gente à tua volta se sinta instantaneamente feliz. Obrigada por teres estado ao meu lado em todos momentos. Obrigada pelo teu amor. Obrigada pela tua ajuda e por tornares este mundo um lugar melhor. Tornaste a vida algo muito bonito e sei que o continuarás a fazer sempre. Amo-te muito, mamã".

A atriz era conhecida por papéis em filmes como "Jerry Maguire", "Gémeos" ou "Mischief".

Kelly Preston era casada com John Travolta há 29 anos, com quem teve três filhos: Ella, de 20 anos, Benjamin, de 9 anos e Jett, que morreu em 2009 aos 16 anos.

A atriz nasceu em Honolulu, no Hawai, com o nome Kelly Kamalelehua Smith, mas rapidamente o mudou para Kelly Preston quando teve o seu primeiro papel na comédia romântica "Mischief" em 1985.

Entrou depois em filmes como "Spacecamp" e "Gémeos", neste último ao lado de Arnold Schwarzenegger e Danny DeVito. Em "Jerry Maguire" interpretou o papel da noiva de Tom Cruise Avery Bishop. Entrou também em "Por Amor", onde contracenava com Kevin Costner.

Em 1987 conheceu o marido John Travolta durante a rodagem do filme "The Experts" e os dois acabariam por casar em 1991, estando juntos deste então. A atriz chegou a referir em entrevistas que, aos 16 anos, quando viu o poster de "Grease - Brilhantina", teve uma premonição de que casaria com Travolta.

Na década de 1990 entrou em filmes como "O Guru", com Eddie Murphy e Jeff Goldblum, "Jack Frost" ou "Nada a Perder".

Já neste século, Preston teve papéis na TV em "Medium" e "Fat Actress" e em filmes como "O Que Uma Rapariga Quer", "Escola de Heróis" e "Casino Jack".

O seu último papel foi em "Gotti", filme de 2018 arrasado pela crítica, ao lado do marido, no papel da mulher do mafioso retratado na fita por Travolta.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.