O festival de cinema Curtas Vila do Conde, que estava marcado para julho, foi adiado para outubro, por causa da pandemia da doença Covid-19, anunciou hoje (30) a organização.

A 28.ª edição deste festival dedicado à curta-metragem estava prevista para as datas de 11 a 19 de julho, sendo adiada para os dias 03 a 11 de outubro, com garantia de manutenção de “todas as parcerias institucionais e privadas”.

“A incerteza sobre a situação em Portugal e na Europa, nos próximos meses, fez com que a organização do festival decidisse desde já pelo seu adiamento”, refere a organização em comunicado.

Nas últimas semanas outros festivais de cinema anunciaram alterações nas edições previstas para este ano, por causa das medidas restritivas para conter a pandemia daquela doença.

Foram os casos do Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa (FESTin), que deveria acontecer em abril em Lisboa, e do Festival de Animação de Lisboa - Monstra, a cumprir duas décadas, que estava marcado para este mês.

Em abril também deveriam começar a 13.ª Festa do Cinema Italiano, em várias cidades, e o 17.º IndieLisboa - Festival Internacional de Cinema.

Todos estes festivais foram adiados, sem terem sido reveladas ainda novas datas.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 727 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram perto de 35 mil.

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 140 mortes e 6.408 casos de infeções confirmadas.

Portugal encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23:59 de 02 de abril.

As medidas restritivas de circulação e de isolamento social levaram à suspensão de praticamente toda a atividade cultural com assistência.

Mais informações sobre o COVID-19.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.