A abertura da sala será feita de acordo com as diretrizes da Direção-Geral de Saúde (DGS), para garantir “a segurança dos utilizadores e técnicos”, salienta o município de Leiria.

Tratando-se de teatro de figuras animadas, a lotação será ainda mais limitada do que as indicações da DGS: só podem entrar 25 pessoas. Será obrigatório o uso de máscara, higienização dos espaços entre espetáculos e sessões, e a circulação do público terá um circuito próprio.

Leiria será, assim, uma das primeiras cidades do país a voltar a ter teatro, sublinha o responsável pelo grupo “O Nariz”.

“É preciso sublinhar a coragem da Câmara de Leiria que, à primeira oportunidade, abre um teatro. Esta vontade de andar com as coisas para a frente é de louvar”, disse à agência Lusa Pedro Oliveira.

Segundo responsável do grupo, a reabertura do Teatro Miguel Franco em cenário de pandemia “é sinal de que se está a tentar por as coisas a mexer, ao contrário de muitas câmaras do país, onde todos ralham e ninguém tem razão”.

Para o ator e encenador, voltar a palco depois de quase três meses de paragem “significa bastante”.

“Logo no início de março começaram a desmarcar tudo. Foi tudo cancelado, aqui em Leiria, no Mosteiro da Batalha onde temos muito trabalho de teatro em movimento, e também noutros pontos do país”, frisa Pedro Oliveira.

“Voltar a palco com oportunidade de mostrarmos o nosso trabalho é uma coisa fantástica e significa uma luz ao fundo do túnel que, espero, seja um grande holofote, porque não aguentamos muito mais esta situação”.

No regresso às representações, “O Nariz” apresenta “O Principezinho”, com um certo “tempero” irónico no contexto atual.

“O Principezinho é um viajante que sai do seu planeta para conhecer outros e voltar à Terra. É precisamente o que não se pode fazer hoje, nem ir a outros planetas nem a lado nenhum”.

O espetáculo é apresentado na segunda-feira, às 14h30, no Teatro Miguel Franco, integrado nas comemorações do Dia da Criança.

Dia 2 de junho há novas representações, às 10h30 e 14h30. A entrada é livre, mas limitada a 25 espetadores por sessão.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.